Últimas Notícias

Acidente com ônibus do Vasco da Gama deixa 22 feridos.

13/05/2017

Vinte e duas pessoas foram socorridas e levadas para o Hospital Municipal de Cachoeiras de Macacu, depois que o ônibus que levava a delegação sub 17 do Clube de Regatas Vasco da Gama, perdeu o freio, bateu na traseira de um caminhão e tombou na altura do quilômetro 50 da Rodovia RJ 116, em Cachoeiras de Macacu, na Região Serrana do estado do Rio de Janeiro. Equipes da Concessionária Rota 116 S/A, responsável pela administração da Rodovia, prestaram os primeiros socorros e tanto a subida como a descida da Serra dos Três Picos, onde ocorreu o acidente, precisou ter o tráfego interrompido por cerca de 30 minutos.
Nesse momento o trânsito funciona no Sistema de Pare e Siga como a liberação alternada do trânsito. O ônibus acidentado seguia em direção ao Rio de Janeiro e os atletas participaram de uma partida pelo campeonato estadual contra o time do Friburguense, de Nova Friburgo. As vítimas foram socorridas pelas ambulâncias do Corpo de Bombeiros de Nova Friburgo e de Cachoeiras de Macacu, do SAMU, do Hospital de Cachoeiras de Macacu e da Concessionária Rota 116 S/A. O tempo é bom no local do acidente e o tráfego está lento, com pequena retenção.
Informação atualizada às 17h14m

KM 53 da RJ 116 funciona em Pare e Siga após acidente com ônibus do Vasco da Gama

13/05/2017

A Rodovia RJ 116 opera no sistema de Pare e Siga na altura do quilômetro 53, no início da subida da Serra dos Três Picos em Cachoeiras de Macacu. Um ônibus de turismo tombou na Rodovia. Há vítimas e equipes da Concessionária Rota 116 S/A já estão no local, assim como homens do Corpo de Bombeiros de Cachoeiras de Macacu e de Nova Friburgo. Os motoristas devem diminuir a velocidade e obedecer as orientações dos operadores de tráfego que estão no local. O tempo é bom em todo o trecho concedido

Mulheres são destaque em cargos de gerência da Rota 116

08/03/2017

A Concessionária Rota 116 S/A se destaca no número de mulheres em cargos de gerência em sua estrutura administrativa. Das sete gerências, cinco estão a cargo de mulheres e 43% do total de colaboradores são do gênero feminino. “Não há, como não poderia deixar de ser, distinção entre homens e mulheres na Concessionária, mas é positivo a gente constatar que cresce cada vez mais o número de mulheres em cargos de decisão em nossa estrutura de trabalho”, avalia David Augusto Barbosa, Superintendente Geral da Rota 116 S/A
“Nossa política de trabalho prevê oportunidades iguais tanto para pessoas do gênero masculino quanto feminino, mas estamos observando que a cada ano aumenta a participação feminina em cargos chaves de comando da empresa. Isso é salutar e importante para o ambiente de trabalho”, explica David, lembrando que é árdua a tarefa da mulher na conquista de espaço no ambiente de trabalho.
Em setores como o Jurídico, o Financeiro, na Ouvidoria, na parte de Tecnologia da Informação e no Centro de Controle Operacional há mulheres atuando. Cintia Dutra, por exemplo está há quatro anos a frente da Ouvidoria da Concessionária. Casada e prestes a dar a luz à sua primeira filha, ela lembra que a mulher tem o dom de trazer certa leveza para os ambientes, pois a grande maioria já tem uma doçura por natureza, o que contribui para um olhar sereno no exercício diário da função. Atuando no relacionamento de conflitos entre usuários e a concessionária, Cíntia acredita que como mulher, essa percepção auxilia na avaliação de cada processo e traz serenidade nos momentos de conflito que ocorrem em alguns atendimentos.
Há 13 anos trabalhando na Rota 116, Silvia Herdy, hoje, é a responsável pelo controle de arrecadação de todas as praças de pedágio. Lembra que na época em que esteve como gerente de operações, sua rotina de trabalho era extenuante e não foram poucas as vezes que teve de sair de madrugada para resolver algum tipo de problema em uma praça de pedágio. “A mulher tem sempre uma dupla rotina. Em casa e no trabalho. Mas essa questão é muito bem resolvida. Mesmo quando recebia um telefonema e tinha que me dirigir de madrugada para atender a um chamado, nunca tive problema”, afirma ela, lembrando que o preconceito passa ao largo de sua rotina. “Nunca tive problemas e as vezes, quando chegava numa ocorrência na rodovia e tinha que sinalizar as pistas, tomar atitudes como reter e liberar o tráfego, por exemplo, isso sempre foi feito com extrema normalidade”, afirma.
Para Michele Ornellas, que desde 2006 trabalha na Concessionária a sua atividade de dona de casa não tem nada a ver com o dia-a-dia no trabalho. “Quando chego aqui na Rota 116 já trabalhei bastante em casa”, brinca ela que sai de manhã com a filha de seis anos para a escola e a apanha depois da jornada de trabalho. “Nunca sofri nenhum tipo de preconceito no trabalho por ser mulher. Pelo contrário, vejo a Concessionária como um ambiente extremamente favorável a nós e as oportunidades são dadas em igual proporção”, finaliza.

Painéis vão informar em tempo real condições de tráfego na RJ 116

07/03/2017

Oito painéis eletrônicos de mensagens começarão, em breve, a informar aos usuários da Rodovia RJ 116 (Itaboraí – Nova Friburgo – Macuco) as condições de tráfego em tempo real da rodovia. Os equipamentos, com tecnologia de ponta, serão operados pelo Centro de Controle Operacional da Concessionária Rota 116 S/A e estarão aptos a informar aos motoristas qualquer alteração no tráfego da RJ 116.
“Seis painéis já estão em fase de testes e estão colocados no quilômetro 1,4, em Itaboraí e no quilômetro 32,8 e 47,8, no município de Cachoeiras de Macacu. Em Nova Friburgo, a instalação foi feita próximo a entrada para Riograndina e outros dois estão localizados em Bom Jardim, próximo aos quilômetros 102 e 104. Dois outros painéis estão sendo instalados no quilômetro 71, em Nova Friburgo e no quilômetro 137, em Macuco e em breve começarão a fase de testes”, explica Eduardo Junior, diretor administrativo da Rota 116.
Os painéis são mais uma iniciativa da Concessionária Rota 116 S/A para modernizar os serviços ao longo dos 140 quilômetros de concessão. “Ele poderá informar, por exemplo, quando um acidente ocorrer e o trânsito estiver funcionando em meia pista, poupando o motorista do inconveniente de ficar preso no tráfego aguardando a abertura das pistas. Também servirá para campanhas de conscientização sobre dengue, datas alusivas e condições climáticas”, explica Junior.
A instalação física dos painéis está em fase final. Agora eles receberão os equipamentos tecnológicos que farão com que as mensagens sejam modificadas em tempo real direto da sede da Concessionária em Nova Friburgo. Eles também poderão ter mensagens independentes, cada um deles tem uma comunicação exclusiva com a Central da Rota 116, possibilitando que mais de uma mensagem seja exibida, independente de onde o equipamento for instalado. “Com certeza é mais um ganho que o usuário de nossa concessão terá sem nenhum adicional a mais na sua tarifa de pedágio”, conclui Eduardo Junior.

Caminhões furam pedágio e são detidos pelo BPRV

15/02/2017

Um comboio de cinco caminhões evadiu, no início da manhã desta quarta-feira (15/02), a praça de pedágio da Concessionária Rota 116 S/A em Boca do Mato, Cachoeiras de Macacu. Uma operadora da concessionária foi ferida na mão quando a cancela de passagem foi atingida por um dos veículos. O comboio foi detido pelos policiais de plantão no Posto da Polícia Rodoviária Estadual, em Teodoro de Oliveira, na divisa entre Cachoeiras de Macacu e Nova Friburgo, cerca de 17 quilômetros depois do incidente. O motorista que provocou o ferimento na operadora está detido e será levado para a Delegacia de Cachoeiras de Macacu, onde o crime será registrado. A operadora está sendo atendida no hospital do mesmo município. Os outros quatro veículos foram multados e liberados pela Polícia Militar.
Evasão de pedágio é considerada uma infração grave, conforme prevê o artigo 209 do Código de Trânsito Brasileiro. É sujeito a multa e perda de cinco pontos na carteira de habilitação.